Posts

rotulos_de_alimentos

Você sabe como ler os rótulos dos alimentos?

No brasil,  a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o orgão que controla os rótulos dos alimentos. Todo produto precisa apresentar  as informações nutricionais como valor energético, porção, medida caseira e quantidade por porção de carboidratos, proteínas, gorduras, fibras e sódio do alimento.

Porção: É a quantidade média do alimento que deve ser consumida, considerando uma dieta saudável e baseada no  para consumo daquele alimento. Essas  quantidades estipuladas foram definidas por especialistas, levando em consideração o hábito do brasileiro e alimentação saudável. Quando comparar os produtos, lembre-se de comparar a quantidade da porção!

% VD : A sigla significa percentual de valores diários e uma média de consumo calórico para a população brasileira adulta saudável, que é de 2000 kcal. Essa média foi utilizada como referência para os valores diários.

Medida caseira: indica a medida normalmente utilizada pelo consumidor para medir alimentos. É uma quantidade padrão que ajuda bastante a entender e comparar as informações nutricionais, pois  a maioria das pessoas não tem balança em casa para pesar os alimentos. Por exemplo: fatias, unidades, pote, xícaras, copos, colheres de sopa.

Valor energético: é a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais  presentes em uma determinada porção de alimento. Nos rótulos,  o valor energético é expresso na forma de quilocalorias (kcal) e quilojoules (kJ).

Ingredientes: 

Os ingredientes dos ingredientes aparecem na ordem de maior quantidade para menor quantidade. Portanto, se procura um item integral, veja se o primeiro ingrediente é realmente a farinha integral. Tenha atenção especial quando o açúcar e as gorduras constarem no topo da lista.

Dicas:

Sempre foque primeiramente na quantidade de gorduras, sódio e fibras do produto. Esses são itens determinantes quando o assunto é qualidade.

Pessoas com restrições alimentares precisam estar ainda mais atentas à composição dos alimentos.

Nada adianta você controlar o sódio de um alimento se for encher de sal no preparo dos outros. Equilibre sua refeição para ter uma vida mais alegre e saudável! 

Conheça os poderes dos pozinhos mágicos na nossa alimentação | Shizen Produtos Naturais

‘Pozinhos mágicos’: Conheça os poderes da maca peruana, matchá, spirulina

Os pozinhos mágicos! Veja o que acrescentar na alimentação para cuidar da beleza e da saúde da melhor maneira.
 
 
 

Matchá

Muito tem se falado em matchá. Poderia ser um chá, não fosse seu processo de produção: a planta Camellia Sinensis é moída lentamente por um moinho de pedras até ser reduzida a um pó bem fininho.
“O vegetal produz clorofila, aminoácidos e l-teanina, substâncias que ajudam a dissolver a gordura e a eliminá-la rapidamente. Além disso, os flavonoides e cafeína encontrados na planta aceleram o metabolismo e, por isso, contribuem para o emagrecimento”, explica o endocrinologista Alfredo Cury. Outro benefício, segundo ele, é que o matchá ajuda na recuperação muscular e, por isso, é muito indicado para quem pratica atividades físicas regularmente.
 
Como usar: pode ser adicionado a massas de bolos e tortas, frutas, shakes e sucos. O consumo recomendado é de 15 a 20g por dia (até 4 colheres de sopa, em média)
 
 

Spirulina

A spirulina é uma alga microscópica de cor verde azulada, rica em nutrientes. Ela contém proteínas de alto valor biológico; minerais como fósforo, potássio e cálcio; altas doses de betacaroteno; vitamina E e vitaminas do complexo B.

“Os principais benefícios são o auxílio na redução do colesterol, o estímulo da liberação de substâncias que controlam a saciedade, a ajuda na redução dos níveis de glicemia e naeliminação de toxinas acumuladas”, explica a nutricionista Karen Schlösser.

Como usar: Tem gosto forte, a especialista aponta. Mas, com tantos benefícios e em tão pouca quantidade necessária, vale tentar! Uma colher de chá em sucos ou até duas colheres de sopa em receitas mais adocicadas, como bolos, cookies ou shakes, são suficientes.

 
 

Colágeno hidrolisado

O colágeno hidrolisado é um pó constituído por proteína, minerais e vitaminas. É livre de gorduras e sem adição de açúcares. “O colágeno é uma proteína essencial para a saúde da pele e das articulações. Conforme envelhecemos, a produção dessa proteína diminui, por isso a reposição pode ser necessária”, explica Karen.

Como usar: Possui sabor neutro e pode ser adicionado em qualquer preparação, sem alterar o sabor (sucos, iogurtes ou na água pura mesmo)

 
 

Farinha de semente de uva

Riquíssimo em polifenóis e antocianinas, substâncias que neutralizam os radicais livres, devido à sua potente ação antioxidante, a farinha de semente de uva combate o envelhecimento precoce das células e do organismo.

Como usar: Em sucos, shakes, bolos, pães ou misturado ao azeite de oliva para uso em saladas.

 
 

Maca peruana

Rica em nutrientes como carboidratos, fibras, aminoácidos, vitaminas, minerais e gorduras essenciais (ômega 3 e ômega 9), a Maca Peruana aumenta a disposição do corpo e tem poder revigorante, devido às altas concentrações de ferro.

“Também reequilibra os níveis de testosterona, por isso, é ótima para quem deseja mais força nas atividades físicas; melhora o desempenho sexual (aumenta a lubrificação vaginal e a libido em ambos os sexos) e é usada no tratamento de disfunções sexuais e aumento de fertilidade”, ensina Karen,

Como usar: Consumir 2 colheres de sopa (10g) de farinha de maca ao dia. Pode ser adicionada em sucos, vitaminas, iogurtes e outras receitas de sua preferência.

 

Farinha de berinjela

A farinha de berinjela contém os nutrientes em que o vegetal é rico, como vitamina B3 e vitamina C e é altamente rica em fibras.”Reduz a absorção de colesterol e de gordura. A farinha também aumenta a saciedade e melhora a absorção de nutrientes. É uma boa opção para quem deseja emagrecer”, aponta Karen.
 
Como usar: Consumir duas colheres de sopa (10g) por dia. Pode ser adicionada em sucos, por cima de saladas, vitaminas, iogurtes e outras receitas de sua preferência.
 
 
 
Fonte: gnt
 
Óleo de Coco para diminuir a gordura abdominal | Shizen Produtos Naturais

Óleo de coco para diminuir a gordura abdominal

O óleo de coco é uma das substâncias mais comentadas do momento entre as alternativas naturais para acelerar o emagrecimento. Quando se fala em óleo, a ideia que se tem é de algo prejudicial à saúde. No entanto, esse óleo é obtido por meio de um processo de fermentação do coco maduro (fresco ou seco) que evita a oxidação dele e, consequentemente, a produção do LDL, o colesterol ruim. Dessa forma, o óleo de coco se torna altamente benéfico para a saúde, pois previne doenças, promove a sensação de bem-estar e ainda dá uma ajudinha para quem quer perder peso.

Por que o óleo de coco ajuda a emagrecer?

O óleo de coco é rico em triglicérides de cadeia média, substâncias que favorecem o rápido esvaziamento do estômago e absorção pelo sistema intestinal. No fígado, estes triglicerídeos se transformam rapidamente em energia e não se depositam no organismo.

Por isso ele é considerado termogênico, ou seja, capaz de elevar o gasto energético do organismo e gerar calor, o que aumenta a sensação de saciedade e queima calorias. Além disso, o consumo do óleo de coco gera saciedade, reduz o apetite e contribui para o emagrecimento e para a redução da gordura abdominal.

Outros benefícios do óleo de coco

Incluir o óleo de coco na alimentação ajuda a emagrecer, mas seus benefícios não param por aí. O alimento é rico em ácido fenólico, uma substância antioxidante que favorece a circulação sanguínea, reduz os níveis de colesterol e triglicérides, prevenindo doenças cardiovasculares.

O óleo de coco também tem importante papel na diminuição da produção de radicais livres, propriedade que se deve a ação direta da vitamina E presente na composição. Por isso, ele retarda o envelhecimento. Outros benefícios do óleo de coco são melhorar o sistema imunológico, acelerar o metabolismo, regular o intestino e deixar o corpo cheio de energia.

Como consumir o óleo de coco?

Por ter um sabor agradável, muitas pessoas preferem consumir o óleo puro, mas ele pode ser usado como tempero para saladas ou misturado aos sucos e vitaminas. O óleo de coco pode ser submetido a altas temperaturas, mas para preservar suas propriedades nutricionais, é preferível usá-lo em preparações frias ou na finalização de pratos quentes.

O ideal é começar com meia colher de sopa e ir aumentando aos poucos até chegar a duas ou três colheres diárias. Mas nada de exageros na tentativa de potencializar os benefícios do óleo, já que o consumo excessivo pode provocar diarreia.

Já é possível encontrar também o óleo de coco em cápsulas, uma alternativa bem prática para incluir o produto na dieta, aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A indicação de consumo é de duas a quatro cápsulas por dia.

Benefícios do Açúcar Mascavo | Shizen Produtos Naturais

Benefícios do Açúcar Mascavo

Parece que não adianta tentar fugir dele. Açúcar faz mal à saúde, mas é difícil imaginar a vida sem seu sabor. Aquele bolo gostoso no fim de semana, aquela sobremesa preferida e o contraponto perfeito para o amargo do café. A gente dá duro para evitar ao máximo e colocar o mínimo de colherinhas, mas quando sente o doce na boca, se rende exatamente ao grande problema do açúcar: ele vicia.

O ideal seria liberar o paladar dessa substância que pouco oferece ao organismo. Fruto de um intenso processo de transformação, ao açúcar pouco resta da sua rica origem – a cana. O doce que nosso corpo precisa está nos próprios alimentos, principalmente nos cereais integrais como o arroz ou tubérculos como a bata-doce e a beterraba.

Mas, às vezes, parece mais forte do que a gente e, de repente, só mesmo o doce do açúcar resolve. Nessas horas, é melhor ter à mão soluções menos prejudiciais e que oferecem algum tipo de benefício ao organismo. “O açúcar mascavo é semirefinado, ou seja, uma versão mais integral dos cristais de açúcar da cana e, por isso, preserva ainda vitaminas e minerais que no branco e no demerara já não existem mais”, afirma a nutricionista Priscila Lese.

Propriedades do açúcar mascavo

O açúcar mascavo é mais escuro, marrom ou dourado, exatamente porque ainda não perdeu o melaço da cana onde vivem quantidades significativas de cálcio, ferro, potássio e magnésio. “Quanto mais escuro o açúcar, mais vitaminas e minerais ele tem”, afirma Lese. Mas não se engane: ele continua sendo tão calórico e prejudicial quanto o branco e oferece as mesmas restrições de consumo aos diabéticos.

Ele também pode exigir um tempo até que nos acostumemos. Com mais personalidade do que a versão refinada, o açúcar mascavo tem gosto forte e interfere no sabor dos alimentos. “Mas o benefício principal da versão escura do açúcar faz valer a pena a troca”, garante a profissional. “Só o fato de ele não ter recebido o tratamento químico que os cristais branquinhos receberam já é motivo suficiente para investir na substituição”, garante a profissional. 

Segundo a nutricionista, os aditivos químicos presentes no açúcar branco são verdadeiros inimigos da boa saúde e deveriam ser evitados sempre que possível. “Adotar a estratégia de ter apenas açúcar mascavo em casa é uma excelente maneira de reeducar nosso paladar e, aos poucos, encontrar o doce natural dos alimentos”, conclui a nutricionista.

 

Fonte: BemLeve