Posts

10 Dicas para Emagrecer | Shizen Produtos Naturais

10 dicas para emagrecer após o Réveillon

O que era um ato espontâneo, passa a ser pré-determinado. Explica-se: emagrecer requer horários para as refeições, não poderá mais ir correndo para a geladeira a qualquer momento só para satisfazer uma mera vontade. Alimentar-se é fonte de prazer, mas, primeiramente, fonte de energia e nutrientes para o organismo. Convenhamos, quando se fala em dieta ou disciplina alimentar quem é que não torce o nariz? Quem é que não acha que vai cair de pára-quedas em um campo de concentração, onde irá tocar a sirene da alimentação sem gosto?  

 Esqueça tudo isso! Alimentação sem sabor e altamente restrita significa caminho oposto do emagrecimento saudável. Isso mesmo. Antes de dar pulos de alegria é bom saber e ter certeza do que pretende para você. Não há fórmulas mágicas. Se quer uma receita para te ajudar a emagrecer, sem segredos, atividade física! Será bom estar mais disposto e, de quebra, queimar calorias e melhorar o condicionamento físico.

 Emagrecer lentamente é desestimulante, já que não vê os resultados rapidamente? E o que dizer das várias tentativas frustradas? Como se sente quando se recorda de tantos sacrifícios?

 Então, siga as 10 dicas para emagrecer de forma saudável duradoura.

 

1. Não tenha pressa. Se está acima do peso, pergunte-se há quanto tempo carrega esse excesso. Então, para que eliminar peso do dia para a noite? 

 2. Corrija gradativamente a sua atitude em relação aos alimentos.

 3. Não exclua de um dia para outro aquele alimento que só de pensar dá água na boa. Na verdade, nunca o exclua, mas saiba quando e quanto pode ingerí-lo.

 4. Controle a ansiedade. Encontre uma distração ou um hobby que faça com que a sua atenção desvie da comida.

 5. Estipule horários para as refeições.

 6. Deixe de comer aquele doce e substitua pela fruta da sua preferência.

 7. Beba muita, mas muuuuuita água.

 8. Deixe o seu prato colorido. Saladas e legumes devem estar presentes diariamente no almoço e jantar.

 9. Se alguém notar que está adotando novos hábitos e perguntar se está de “regime”, mande um audível “não”. Muitas pessoas adoram sabotar as boas intenções alheias.

 10. Confie em você! Tenha sempre uma atitude positiva. Estar determinada e confiante é mais do que meio caminho andado para atingir o seu objetivo. 

 

Fonte: MaisEquilibrio

Benefícios do Gojo Berry vão além da perda de peso | Shizen Produtos Naturais

Benefícios do goji berry vão além da perda de peso

As garotas mais antenadas com certeza já ouviram falar do goji berry. Isso porque a frutinha vermelha, originária Sul da Ásia, virou sensação entre as brasileiras que fazem dieta. Mas os benefícios vão muito além da perda de peso.

O consumo do goji berry regularmente pode melhorar o bom-humor, a pressão sanguínea, ajuda a controlar o colesterol e, acredite, ela é usada até no tratamento de impotência sexual. Tudo isso porque o goji berry é extremamente rico aminoácidos, vitaminas, minerais e antioxidantes.

Para desvendar tudo sobre esta frutinha que faz tão bem a saúde, e ainda ajuda a emagrecer, o blog Moça Bonita conversou com a nutricionista Juliana Morais de Almeida, Mestre em Ciência dos Alimentos e especialista em obesidade e emagrecimento.

Benefícios

Conforme a médica, os benefícios estão associados aos nutrientes do goji berry, inclusive bioativos da fruta. O goji berry contém cerca de 15% de proteínas, sendo 19 aminoácidos, dos quais oito essenciais, como a isoleucina e triptofano – precursor de serotonina. Pra quem não sabe, esses hormônios estão associados ao bom-humor, alegria e satisfação.

Além disso, a nutricionista informou que o goji berry possui diversos minerais, incluíndo o zinco, ferro, cobre, cálcio, selênio e o fósforo. É rico também em antioxidantes, dos quais se destacam o beta-caroteno (maior concentração até que a cenoura), zeaxantina, luteína (protetores dos olhos) e antocianidinas (anti-inflamatórios e cardio protetor).

A fruta se destaca, ainda, pela alta concentração em vitaminas: contém 2500 mg de vitamina C por 100 gramas. São ricas também em vitaminas B1, B2 e B6 e vitamina E.

Dentre os compostos biotivos do goji berry, alertou Juliana Almeida, estão o beta-sisterol, que tem ação anti-inflamatória e ajuda a equilibrar os níveis de colesterol, além de ser usado no tratamento de impotência sexual e equilíbrio da próstata; o cyperone, que traz benefícios ao coração e à pressão sanguínea; o physalin, fito-nutriente usado nos transtornos da hepatite B; e a betaína, precursora de colina, que auxilia na redução dos níveis de homocisteína, um fator de risco para pessoas com problemas cardíacos, além de proteger a célula em nível de DNA.

Dieta

Por ser rica em nutrientes essenciais que tem por função principal regular o processo inflamatório e oxidante do corpo, o goji berry é um excelente aliado no emagrecimento. A fruta não é tão comum e, por isso, não é fácil de ser encontrada. Mas pode ser achada nas farmácias nas versões desidratada e em cápsula.

“É importante considerar que a versão desidratada contém cerca de 100 calorias (Kcal) para cada duas colheres de sopa, portanto deve ser consumida com moderação, caso contrário pode contribuir para o ganho de peso”, alertou a nutricionista.

Já as versões em extratos, conforme a especialista, são elaborados, em sua maioria, com alguns dos princípios ativos da fruta. Isso significa que alguns nutrientes podem sofrer alteração em compraração com a fruta fresca.

Fonte: Hoje em Dia
Escrito por: Juliana Morais de Almeida – Nutricionista

Benefícios da Chia | Shizen Produtos Naturais

10 motivos para você consumir a Chia

A Chia é um alimento de origem andina, nativa do México e Guatemala. Seus maravilhosos grãos já podem ser considerados super alimentos por serem fontes de proteína, ômega 3, antioxidantes e fibras, além de serem ricos em potássio e cálcio.

Embora recém chegada ao Brasil, a Chia já era consumida há mais de dois mil anos a.C. por povos maias e astecas. Estudos redescobriram a importância desse grão a partir da década de 90 e hoje é freqüentemente utilizada na alimentação de muitos povos da América Latina, mexicanos, norte-americanos, canadenses, japoneses e australianos.

Sugere-se o consumo diário de apenas 40g dessa semente (aproximadamente duas colheres de sopa), já que tem a mesma quantidade de proteína de meio bife bovino, 4 vezes mais ômega 3 do que um filé de salmão, a mesma quantidade de potássio de uma banana grande e sua quantidade de cálcio equivale a um copo e meio de leite integral. Além disso, seu grão é composto 40% de fibras, sendo 36% de fibras insolúveis, podendo oferecer a metade da quantidade diária de fibras recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e Organização da Agricultura e Alimentação.

Dentre os benefícios do consumo regular desse alimento, podemos citar:

1. Promove a perda de peso: A grande quantidade de fibras, principalmente insolúveis, promove a saciedade.

2. Melhora a disposição ao longo do dia: O fornecimento de proteínas de boa qualidade, associada aos demais nutrientes presentes nessa semente oferece esse benefício.

3. Controla o açúcar no sangue: A boa quantidade de fibras promove a lenta liberação de açúcar para o sangue, ajudando no controle da glicemia.

4. Fornece ômega 3: A inclusão desse nutriente à dieta, sem a necessidade de consumir salmão ou semente de linhaça para muitos é uma dádiva, uma vez que o ômega 3 protege o coração e regula os níveis de colesterol no sangue, além de facilitar o aprendizado e a memória.

5. Fornece anti-oxidantes: Sabe-se que os anti-oxidantes combatem os radicais livres e, portanto, retardam o envelhecimento e degeneração dos tecidos em doenças como o mal de Parkinson e mal de Alzeimer.

6. Ajuda a prevenir diverticulite: A grande quantidade de fibras promove a prevenção do aparecimento de divertículos oriundos de uma dieta rica em alimentos industrializados e pobres em fibra.

7. Substitui óleos e manteigas nas preparações: Sugere-se que metade do óleo ou gordura a ser utilizada na preparação possa ser substituída pelo gel da chia (02 colheres de chá de chia em 250 ml de água, por 20 minutos).

8. Praticidade para consumir: Embora não tenha gosto, esse alimento é capaz de acentuar os sabores dos ingredientes das preparações as quais incluem a chia. É possível adicioná-la às frutas, vitaminas, saladas, pães, bolos, pudins, chocolates, molhos, ou seja, em qualquer preparação. Além disso, não há a necessidade de triturá-la para obter os benefícios citados.

9. Poupa dinheiro: É possível ter todos os benefícios de uma alimentação saudável ou promessas em cápsulas ricas em ômega 3, fibras, cálcio, proteína e algumas vitaminas e minerais gastando menos dinheiro do que se imagina. O custo de 100g desse grão é de R$3,30. Consumindo 40g por dia, serão aproximadamente R$45,00 por mês.

10. Não contém glúten: a Chia pode ser consumida por celíacos (portadores da doença celíaca), uma vez que não contém o glúten.

Com tantos benefícios, realmente podemos considerar a Chia como um superalimento, porém cuidado com exageros, uma vez que as duas colheres de sopa sugeridas têm aproximadamente 130 calorias.

Fonte: Nutricionista Talita Matos – AC Nutrition